terça-feira, 23 de julho de 2013

LIVROS INFANTIS

-->


Livros infantis são importantes?  Os livros devem ser interessantes? 
Os livros podem ser indicados? Leio os livros infantis? 
Livros infantis são bons? Quais livros infantis? 

Livros infantis: a partir do momento em que os adultos compreenderem o valor dos livros infantis, a leitura desses livros irão trazer as crianças para o mundo da cultura escrita, passarão a considerar o fato de criar o hábito da leitura dos livros infantis.

Os livros infantis abrem um mundo de fantasias, imaginação, informações, histórias de diversos gêneros. As crianças formarão o hábito prazeroso de ler, pesquisar, discutir com os amigos, indicar livros, escolher qual título ou qual gênero quer ler.   

“O adulto empresta sua voz aos textos para que os autores falem às crianças pequenas, uma vez que elas ainda não estão alfabetizadas”.

Os livros têm “intencionalidade, visam informar, persuadir, influenciar o interlocutor e somente o fará na medida em que o leitor possa interagir com ele, confrontando os objetivos e intenções do autor com as suas próprias”. (Literatura Infantil – Marta Morais da Costa)

Abaixo segue indicação de livros infantis:

·      A arca de Noé – Ruth Rocha – Ed. Ática
·      A casa sonolenta – Audrey Wood – Ed. Ática
·      A verdadeira história dos três porquinhos – Jon Scienzka – Cia. Das Letrinhas
·      Adivinhe quem...! – Ana Martín-Larrañaga
·      As centopéias e seus sapatinhos – Milton Camargo – Ed. Ática
·      Branca de Neve e os sete anões – Col. Caixinha de Música – Ed. Record
·      Brasileirinhos – Lalau e Laurabeatriz – Cosac & Naify
·      Bruxa, Bruxa, venha à minha festa – Arden Druce – Brinque Book
·      Chapeuzinho Amarelo – Chico Buarque – Ed. José Olympio
·      Como contar crocodilos – Margaret Mayo – Cia. Das Letrinhas
·      Da pequena toupeira que queria saber quem tinha feito cocô na cabeça dela – Werner Holzwarth/Wolf Erlbruch – Cia. Das Letrinhas
·      Dorminhoco – Michael Rosen/Jonathan Langley – Brinque Book
·      Esta é Silvia – Tony Ross/Jeanne Willis – Salamandra
·      O caracol e a Baleia – Julia Donaldson/Axel Scheffler – Cosac & Naify
·      O homem que amava caixas – Stephen Michael King – Brinque Book
·      O patinho feio – Ed. Scipione
·      O rei bigodeira e sua banheira – Audrey Wood – Ed. Ática
·      Pedro e Tina – Stephen Michael King – Brinque Book
·      Rápido como um gafanhoto – Audrey Wood – Brinque Book
·      Girassóis – Lalau e Laurabeatriz
·      Macaco danado – Julia Ionaldson e Alex Scheffer
·      Você troca? – Eva Furnari – Ed. Moderna
·      A Bruxa Salomé – Brinque Book
·      Dez Sacizinhos – Tatiana Belinky – Paulinas
·      Murucututu” – Marcos Bagno – Ed. Ática.
·      O Pote Vazio – Demi – Martins Fontes
·      "Poemas Para Brincar" – José Paulo Paes – Ilustrações de Luiz Maia - Editora Ática.
·      Ou Isto ou Aquilo" - Cecília Meireles - Editora José Olympio.
·      Uma Cor, Duas Cores, Todas Elas" – Lalau e Laurabeatriz

“Brasileirinho”; “Novos brasileirinhos”; “Mais brasileirinhos”; 

terça-feira, 16 de julho de 2013

BRINCAR COM SENTIDOS

-->


É bom estimular os sentidos? Brincar com os sentidos diverte? Quais são os sentidos? Crianças identificam os sentidos? Crianças conhecem o corpo?




Com os olhos vendados a criança terá que adivinhar o que está degustando (pequenos pedaços de frutas: doce, azeda; suco, alimentos mornos, frios...).      
        
Também com os olhos vendados terão que descobrir qual é o aroma: frutas, temperos, chás, perfumes, sabonetes...

 Numa outra oportunidade, ainda com os olhos vendados a criança terá que falar qual é o objeto ou instrumento musical que está fazendo determinado som: chocalhos, xilofones, pianinhos, flautas, pandeiros, reco-recos, tamborins, castanholas, sinos, tambores, apito, sons de animais, garrafa com arroz dentro, assovio...

 O adulto pode fazer mímica e as crianças têm que adivinhar o que ele está fazendo, ou que bicho está imitando.     

 Dentro de uma caixa colocar objetos, frutas, legumes e pedir para a criança colocar a mão sem olhar tentar adivinhar o que esta tocando. Exemplo: laranja, maça, cenoura, pequenos brinquedos, objetos de cozinha...

 Andar descalço sobre a grama, piso, tapetes (sensações diferentes com os pés).

Observar imagens em livros ou revistas e pedir para a criança falar o que está vendo naquela imagem, o que lhe chama a atenção; as cores, as formas, o formato do desenho...

 Outra possibilidade é deixar a criança com os pés descalços, pisar num recipiente com tinta e depois pisar em cima de um papel, pode ser cartolina ou papelão. Vai trabalhar com a sensibilidade dos pés e ao mesmo tempo com artes plásticas.