sexta-feira, 7 de junho de 2013

ALFABETIZAÇÃO DOS FILHOS

-->


”Devo alfabetizar meus filhos?”, “Como devo alfabetizar?”, “ Devo alfabetizar na educação infantil?”,"Como devo alfabetizar meus alunos?","Com que idade alfabetizar?","Corrijo meus filhos?" 

Alfabetização dos filhos: segundo os especialistas em alfabetização dos filhos que desde o berço já é possível trazer propostas interessantes aos filhos, as quais irão proporcionar a entrada deles na cultura escrita, ou seja, colocá-los num ambiente de alfabetização o que não significa alfabetizá-los mas sim usar a leitura e a escrita da maneira que são empregadas na sociedade.
Claro que os pais não devem ensinar seu filho a ler e escrever quando ainda é bebê. Essa dúvida será discutida no momento de ir para a escola ou para a creche. Essas instituições têm critérios adequados para essa questão e compartilharão com os pais a idade ideal para iniciar a alfabetização. Isso não significa que os pais não devem responder as perguntas das crianças, e propor situações nas quais a escrita e a leitura estejam presentes.
Dicas para os pais:
Criar o hábito de todos os dias lerem para seus filhos, histórias (LIVROS INFANTIS,nesse Blog), parlendas, poesias, jornal, revistas, gibis, receitas culinárias, enciclopédia e outros.
As crianças compreenderão porque e para que utilizamos a escrita, a variedade de textos existentes, o prazer de ouvir e apreciar histórias, o encantamento, a fantasia desse mundo mágico, a ampliação do repertório de palavras. Que a comunicação com outras pessoas se dá não apenas pela fala mas, também por meio da escrita.
Que os autores dos livros, revistas e demais publicações nos trazem informações e conhecimentos diversos.
As crianças terão mais facilidade para usar a linguagem oral, ou seja, melhor fluência na fala. Também estarão aumentando seus conhecimentos em todas as áreas do saber. O gosto pela pesquisa e o espírito de investigação.
Quando for fazer um bilhete, carta, lista de compras, escreverem e-mail e em outras situações de escrita, é interessante deixar que seu filho acompanhe esses registros. Ele observara a maneira como se escreve, os movimentos das mãos ao usar a caneta (da esquerda para a direita), que cada palavra é escrita com letras que mudam de posição, enfim, mesmo não tendo o objetivo de alfabetizar as crianças precocemente todas essas situações estarão presentes no cotidiano de seus filhos, compreenderão a maneira como empregamos a escrita nas nossas atividades sociais. As crianças podem até fazer tentativas de escrita, mesmo que ainda não escrevam convencionalmente.
Marcar na folhinha uma data importante, ver um endereço no guia de ruas ou no Google, anotar recados, observar placas de sinalização, nome de ruas e outros, faz com que eles acompanhem o uso da escrita e leitura e ao mesmo tempo comecem a pensar em como escrevemos as palavras, frases e textos; comparando nomes, letras e a ordem em que escrevemos. Assim, terão curiosidades, farão perguntas e os adultos poderão explicar, procurando não aprofundar muito, é importante que os pequenos construam suas ideias a respeito do assunto (criem hipóteses). 
É possível saber mais informações a respeito desse assunto no site das Revistas Avisae Nova Escola.

Nenhum comentário:

Postar um comentário