quarta-feira, 14 de agosto de 2013

BRINCADEIRAS DIVERTIDAS

-->

Brincadeiras divertidas são importantes? Brincadeiras divertidas são saudáveis? Quais brincadeiras divertidas podem fazer? Brincadeiras divertidas auxiliam a criança no seu desenvolvimento? Brincadeiras divertidas ampliam o repertório das crianças? 

Brincadeiras divertidas como; pular corda, amarelinha, caracol, corre cotia...; auxiliam a criança no seu desenvolvimento físico, intelectual, social. Enriquece o repertório, dá oportunidade para que ela aprenda a se relacionar com outras crianças,  trocam experiências e criam novas regras.

Por meio das brincadeiras os pequenos expressam seus sentimentos, imitam os adultos e ampliar seus conhecimentos. 

É possível montar percurso no quintal com banco, colchonete ou tapete para equilibrar-se sobre esse material. Passar por baixo ou por cima do banco (ou cadeira, mesa), bambolês, pneus, rolarem sobre o colchonete ou tapete, esteira de praia, dar cambalhotas. Além de serem divertidas, as crianças estarão conhecendo novos movimentos e aprimorando aqueles que já possuem.

Outra para brincar com as crianças no quintal é fazer o contorno delas no chão, pode ser também na parede com giz de lousa. Após terminar pode sugerir que elas coloquem o nome nesses desenhos. Estarão trabalhando com a sua identidade, saber que é um indivíduo único com suas características, habilidades e história própria.

Esticar alguns elásticos como teia de aranha e passar no meio, por baixo e por cima do mesmo. Pode render muitos movimentos diferentes, além de ser um desafio divertido para a garotada.

Na área externa também é possível fazer brincadeiras com água em baldinhos, bacias, dar banho nas bonecas e bonecos, passar a água para copos, vasos e utensílios diferentes. Nessas últimas pode ser água com anilina para ficar colorida.

Jogos diversos também podem ser utilizados sobre o tapete ou mesa: quebra-cabeças simples com temas variados; animais domésticos, selvagens, frutas... Jogos de encaixe, lego, letras móveis, joguinhos educativos, brinquedos educativos em madeira, próprios para área externa num belo dia de sol.

Também é possível propor brincadeiras de roda: corre cotia, ciranda cirandinha, se essa rua fosse minha, atirei o pau no gato,...

Brincadeiras com bola: alerta, bobinho, bola ao cesto, futebol... Atividades com bambolês, dançar e ouvir diferentes gêneros musicais.


CANTIGA INFANTIL

-->

Cantiga Infantil é importante? As crianças aprendem com a cantiga infantil? A cantiga infantil ajuda no movimento corporal? A cantiga infantil é apenas para brincar? A cantiga infantil desenvolve a oralidade?


Cantiga Infantil: cantiga de roda, cantiga de ninar e cantiga popular povoam o universo infantil. É com essas cantigas que as crianças desenvolvem sua linguagem oral, a expressão corporal e ampliam seu repertório de palavras e brincadeiras pertencentes à nossa cultura.


Pai Francisco
Pai Francisco entrou na roda
Tocando o seu violão
Bi-rim-bão bão bão, Bi-rim-bão bão bão !
Vem de lá Seu Delegado
E Pai Francisco foi pra prisão.
Como ele vem todo requebrado
Parece um boneco desengonçado.



A Canoa virou
A canoa virou
Por deixá-la virar
Foi por causa da "Fulana"
Que não soube remar
Se eu fosse um peixinho
E soubesse nadar
Tirava a "Fulana"
Do fundo do mar.


Alecrim
Alecrim, Alecrim dourado
Que nasceu no campo
Sem ser semeado
Foi meu amor
Quem me disse assim
Que a flor do campo
É o alecrim.



Caranguejo
Palma,palma,palma
PÉ,pé,pé
Roda, roda,roda, 
Caranguejo, peixe é

Caranguejo não é peixe 
Caranguejo, peixe é
Caranguejo só é peixe 
Na enchente da maré

Ora palma, palma, palma
Ora, pé, pé, pé
Ora roda, roda ,roda
Caranguejo, peixe é! 


CACHORRINHO
Cachorrinho está latindo
Lá no fundo do quintal.
Cala a boca, cachorrinho,
Deixa o meu benzinho entrar.

Ô esquindô lê, lê!
Ô esquindô lê, lê, lá, lá!
Ô esquindô lê, lê!
Não sou eu que caio lá!

Cachorrinho está latindo
Lá no fundo do quintal.
Cala a boca, cachorrinho,
Deixa o meu benzinho entrar.




  
O sapo não lava o pé
O sapo não lava o pé.
Não lava porque não quer.
Ele mora lá na lagoa,
E não lava o pé
Porque não quer
Mas, que chulé!  



Sítio do seu Lobato
Seu lobato tinha um sítio ia, ia, ô! 
E no seu sítio tinha um cachorro, ia, ia, ô! 
Era au, au, au pra cá
era au, au, au pra lá
era au, au, au, pra todo lado, ia, ia, ô! 

Seu lobato tinha um sítio ia, ia, ô! 
E no seu sítio tinha uma galinha, ia, ia, ô! 
Era cocoricó pra cá
era cocoricó pra lá
era cocoricó pra todo lado, ia, ia, ô! 

Seu lobato tinha um sítio ia, ia, ô! 
E no seu sítio tinha uma vaca, ia, ia, ô! 
Era mu, mu, mu pra cá
era mu, mu, mu pra lá
era mu, mu, mu pra todo lado, ia, ia, ô! 

Seu lobato tinha um sítio ia, ia, ô! 
E no seu sítio tinha um pato, ia, ia, ô! 
Era quá, quá, quá pra cá
era quá, quá, quá pra lá
era quá, quá, quá pra todo lado, ia, ia, ô! 
Ia, ia, ô
ia, ia,ô.



Meu pintinho amarelinho
Meu pintinho amarelinho
cabe aqui na minha mão,
na minha mão.

Quando quer comer bichinho
com seus pezinhos
ele cisca o chão.
ele bate as ele faz piu-piu
 mas tem muito medo é do gavião. [bis]




Loja do mestre André
Fui na loja do Mestre André
e comprei um pianinho
Pplim, plim, plim, um pianinho
Ai olé, ai olé
Fui na loja do Mestre André

Fui na loja do Mestre André
E comprei um violão
Dão, dão, dão, um violão
Plim, plim, plim, um pianinho

Fui na loja do Mestre André 
E comprei uma flautinha
Flá, flá, flá, uma flautinha
Dão, dão, dão, um violão
Plim, plim, plim, um pianinho
Fui na loja do Mestre André

E comprei uma corneta 
Tá, tá, tá, uma corneta 
Flá, flá, flá, uma flautinha
Dão, dão, dão, um violão
Plim, plim, plim, um pianinho


Fui na loja do Mestre André
E comprei uma sanfoninha
Fom, fom, fom, uma sanfoninha 
Tá, tá, tá, uma corneta
Flá, flá, flá, uma flautinha
Dão, dão, dão, um violão 
Plim, plim, plim, um pianinho